TER Parkinson

Ter Parkinson não é fácil, mas ser diagnosticada com Parkinson Precoce é mais difícil ainda.
È que na verdade as pessoas assimilam Parkinson com um velhinho todo se tremendo, sem conseguir botar uma colher na boca etc. Quando na verdade ter Parkinson não escolhe idade e tem muitos sintomas, como rigidez,dores no corpo, fadiga, desequilíbrio, lentidão no caminhar, micrografia, a letra de repente fica tao miúda que mal consegue-se ler, e o tremor tipico não é todo mundo que tem,e há medicamentos para tudo isso, que tem dias que não fazem o efeito desejado, mas tudo depende da alimentação, da condição psicológica daquele dia. Evitar stress ou ansiedade, isso interfere muito na ação do medicamento. E exercício, ah esse não pode faltar, Pilates é o mais indicado, pois trabalho o equilibrio, força, respiração isso ja acalma a mente, fazer ciclismo é bom também. Muita gente duvida do que tenho, até eu mesma as vezes. Na medida do possível estou bem, não posso dizer que sou doente, posso dizer que tenho uma doença, que de vez em quando faz umas gracinhas comigo, mas logo passa... ai volto a vida normal.
Espero sinceramente, de que até meus 50 anos a medicina tenha evoluído tanto, que talvez vão descobrir a cura, ou novos medicamentos mais eficazes, com menos efeitos colaterais.
EU tenho esperança e fé, eu vou me curar, eu sei que tenho um caminho para isso, ainda estou na busca, desistir jamais. Enquanto eu puder andar, dirigir, raciocinar, vou em frente com a vida normal, e cada dia descubro e mudo meu conceito de vida normal.
 Não quero ninguém com pena de mim, quero que me aceitem como eu sou, como eu estou.
È nessas horas que descobrimos quem realmente nos ama e nos quer por perto.

Sandra Chagas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

INDIGNAÇAO

O homem que nunca se irritava

ABSURDO! restriçoes de idade impedem compra de medicamentos pela Farmacia Popular